Frater Arlle (Fundador da Corrente 97)

Saudações, eu me chamo Frater Arlle, sou sacerdote necromante dentro da corrente 97. Pratico o ato de evocar e trabalhar com os mortos há 16 anos. E a 5 anos realizo trabalhos espirituais e atendimentos oraculares voltados a ajudar pessoas em todos os âmbitos e áreas, as quais tenham necessidade. 

Minha jornada começou com 17 anos, onde comecei na umbanda, depois fui para o candomblé, mas mesmo na umbanda, já praticava o culto aos meus mortos guardiões, então ali começou a jornada necromântica que não parou até hoje.

Atendimentos nacionais e internacionais


Sacerdotisa Kelly Diaz (Fundadora da Corrente 97)

Olá, eu sou a Sacerdotisa Kelly Diaz, Sacerdotisa necromante da corrente 97. Minha trajetória se inicia há 11 anos, onde passei pelo candomblé e fui iniciada no Òrìşà a 6 anos atrás. Estou na prática da necromancia há 11 anos. Há 9 anos venho realizando atendimentos com cartas e realizando trabalhos espirituais, ajudando várias e várias pessoas a cada dia que passa.

Atendimentos dentro e fora do Brasil.

CORRENTE 97

É com muito prazer que eu Fráter Arlle, juntamente com a Sacerdotisa Kelly Diaz (Fundadores), apresentamos a vocês a Corrente 97. Essa é uma corrente necromântica, que tem seus pilares dentro do culto milenar brasileiro a morte e suas ramificações.

Essa corrente é de via iniciática e visa ensinar os mistérios do culto aos mortos de forma profunda e concreta aos iniciados.


A corrente tem como obrigatoriedade ensinar mediante o culto da morte, as formas de derrubar amarras, muros mentais e materiais, os quais limitam o ser humano de chegar em seus objetivos, seja espiritual, mental ou material.

Como a egrégora criada dentro da Corrente 97 é formada pelo objetivo de aumentar a percepção e compreendimento de seus iniciados, todos os ensinamentos são passados de forma oral, de boca a ouvido, de mestre(a) o discípulo, isso somente para iniciados.

Aqueles que pretendem estudar e praticar conosco sem ser iniciado, também poderá.


Os ensinamentos disponibilizados irão apoiar desde quem nunca se envolveu de forma alguma em algum culto ancestral, até sacerdotes de outras vertentes mágicas(sem distinção), que querem aperfeiçoar seus aprendizados.


Os fundamentos serão passados dentro do culto aos mortos guardiões de forma profunda, claramente que terá todo um embasamento inicial para os que não sabem nada. 


Aqueles que têm o destino de serem sacerdotes e sacerdotisas, e quiserem seguir tal destino, terá todo um ensinamento de oráculo, magias, assentamentos e todos os fundamentos necessários para que, em um futuro, o iniciado possa exercer sua atividade sacerdotal com segurança e compreensão.



Como entrar na CORRENTE 97?



Existem 2 formas de adentrar aos estudos da corrente, e ele são:


Grau Profano.

O grau profano será aberto ao público para quem quiser estudar sobre os mistérios e as práticas do culto aos mortos de forma mais rasa/mediana, onde não terá nenhum vínculo iniciático com a corrente, esses ensinamentos serão passados em forma de mentoria.


Grau Iniciático.

Esse nível de estudo/prática será somente para aqueles que querem se aprofundar realmente no culto aos mortos e seus mistérios. Esse nível de estudos e práticas será somente para aqueles que se iniciarem no culto aos mortos. (Obs: A iniciação não é por via internet, é uma iniciação espiritual e presencial, de extrema seriedade. Somente aqueles que tem em sua ancestralidade o destino de praticar tais atos poderão ingressar na iniciação, e essa averiguação só é possível mediante consulta oracular).


Nós levamos nossas práticas de forma séria e objetiva, não perdemos nosso tempo, pois se tem algo que é muito sagrado para nós, é o tempo!


"Só sabe o segredo da terra de cemitério, quem passou por ela"

(Falas de Maria Padilha, morto o qual compõe uma parte dos ensinamentos da corrente).



IMPORTANTÍSSIMO entender uma coisa: Não nos confunda com kimbanda, umbanda, candomblé, ou qualquer outra tradição que trabalhe com os mortos, nós somos únicos e exclusivos, nossos ensinamentos derivam dos poderosos mortos, os quais ordenaram que a Corrente 97 fosse criada.

Nosso culto é o genuíno culto aos mortos, sem limitações, sem amarras, sem barreiras, nós não seguimos nenhum dogma, limitações ou crenças derivadas de um ser humano que possa de alguma forma limitar os nossos atos.

Tais ensinamentos foram adquiridos por vários e vários anos diretamente com os Poderosos Mortos, e nós nos orgulhamos disso!

Nossa tradição é respeitar e seguir os quereres dos mortos, cada morto tem um querer e gostos diferentes, dessa forma a tradição muda de um morto para o outro. Jamais qualquer oferenda, assentamentos, formas de culto, serão iguais, pois cada morto tem um modus operandi diferente do outro, pensamentos diferentes, formas de conduzir diferente.


Nossos objetivos não são somente focados no plano telúrico(terreno), visando somente o enriquecimento material, visamos que para termos nossas conquistas terrenas, devemos estar em equilíbrio total com nossa espiritualidade. Dessa forma, com diversas ritualísticas fundamentais, podemos alcançar a força matriz de nossa existência, buscando o equilíbrio, buscando a conexão e além de tudo, evolução espiritual.



“A mente conhece, e a alma reconhece”

(Frase utilizada por Marabô, um dos vários mortos os quais compõem a corrente 97).



Buscamos entender e compreender os mistérios dos mortos mediante os ensinamentos dos mesmos, para que dessa forma possamos buscar a evolução mental e espiritual em nossa trajetória terrena. 


O sol ilumina o jazido da morte, e a morte movimenta seus lábios somente para aqueles que têm os ouvidos em estado de putrefação.



Texto de apresentação, e data de fundação da corrente 97.

15/05/2023

Guarulhos-São Paulo


Frater Arlle & Sacersotisa Kelly Diaz


👑👑👑

💀💀💀